Ricardo Cabaça

Licenciado em Estudos Portugueses pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e frequência no Mestrado em Estudos de Teatro na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Publicou O primeiro quarto na Bypass #2, Morte súbita na Revista Galega de Teatro #78 (Espanha),  Stop Motion para Eadweard nas Edições Húmus, Albert Cossery ou Uma palavra para o dia chegar ao fim na Revista Ensaia (Brasil), Storni-Quiroga na Licorne e Depois da última página / Náufragos nas edições Adab e GaiaCorpo futuro e Dix nas Edições Primata (Brasil).
Encenou em diversas salas de teatro e espaços alternativos em Portugal.
A peça A vida segunda da barata, a partir de Franz Kafka foi selecionada e encenada na Mostra de Peças em um Minutos dos Parlapatões, em Lisboa e em São Paulo.
Participou no Seminário Internacional de Dramaturgia 2015 (Obrador d’Estiu) em Barcelona, na Sala Beckett, com Simon Stephens. Em 2016 foi o dramaturgo português convidado para a residência artística do Chantiers d’Europe, no Théâtre de la Ville, em Paris. A peça Os náufragos foi lida pelo elenco do Théâtre de la Ville.
Participou no IX Seminário Internacional de Dramaturgia Amazônida (2019) como palestrante e com uma oficina de dramaturgia.

Cofundador e Codiretor Artístico da 33 Ânimos, juntamente com Daniela Rosado, desde a sua fundação, em 2012.

14572843_10210742671263574_6154031977082572269_n

Com a 33 Ânimos participou nos espetáculos:

Viúva, porém honesta (leitura encenada)
Ah! Minha Dinamene!
Fake news : Naked fews
Corpo futuro
Entre dois mundos
Storni-Quiroga
28 batidas
D. Maria I – 200 anos de música para a rainha de Portugal e Brasil
Stop Motion para Eadweard
Melífluo
A Princesa
Dix
Reality Xau
Morte Súbita
Banqueiro Anarquista
A Gota d’Água