João Pedro Barriga

Nasceu em Lisboa onde se licenciou em cinema na Escola Superior de Teatro e Cinema e participou na produção de vários projetos cinematográficos. Trabalhou como assistente de produção na produtora Leopardo Filmes. De momento termina o mestrado de Teorias da Arte na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa com tese intitulada “A Verdade e a Poética no Cinema Etnográfico”. Como realizador os seus projetos foram: “Dois” (2017), “Amanhã é melhor” (2018), “Coração que vai, coração que fica” (2019).

Com a 33 Ânimos participou nos espetáculos:

Fake News : Naked Fews
Corpo futuro